Loading...

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

será que é do vinho, que é mau?

será que é do vinho, que é mau?


estas noites sem ti
respirando suavemente a meu lado
sem o teu cheiro, o teu calor

nestas noites, não dormi
lembrando coisas do passado
nas entranhas, um ardor

bebo um copo, e estás lá
eu na mesa, só, explodindo de emoção
ferido, torturado, despojado, abandonado,
rezo por ti, pela tua proteção

bebo muito, bebo pouco e paro
uma angustia que a ninguém desejo
será que o meu mau agora pago
enxotado, só, para este lugarejo

meu Deus, meu Deus
peço aos céus
rezo eu e o meu vinho
protege o meu amor
mesmo que eu fique sozinho

Ah, quando alegremente bebias comigo
Plenitude, amor sem fim
Eu repleto, completo, de paixão perdido
Eu para ti e tu para mim

Bebo, bebo e não passa
Será que o vinho é mau?

Sem comentários:

Enviar um comentário