Loading...

terça-feira, 30 de junho de 2009

Acabe o que tem no copo

"Acabe o que tem no copo
Porque esta garrafa é outra", disse o Aristides.


Há coisas que são sempre agradáveis de ouvir

segunda-feira, 29 de junho de 2009

Ao acabar a refeição

É um costume meu:
Termino a refeição
encho o copo
coloco-o à frente em vez do prato.
Tudo o que tem lógica, é de bom gosto.

sexta-feira, 19 de junho de 2009

Those who do it and those who don't

Those who drink with me
are my friends
Those who do not drink
but stay with me
are my friends too.

O Vinho e as Chagas

Quando não bebem vinho comigo
bebam algo comigo
mas bebam
não duvidem das minhas chagas
e não vos pedirei
para nelas vos introduzires

Os amigos e o vinho

Gosto dos amigos que bebem comigo
e quando não bebem
que me encham o copo
O tempo urge
o sol põe-se

quarta-feira, 17 de junho de 2009

Vinho branco

Dia quente
vinho frio
sol a pico
goela abaixo
Hoje vai ser um branco
muito muito frio
e vai ser com
muito muito prazer

domingo, 14 de junho de 2009

Fado incompleto

No YouTube tem este vídeo: http://www.youtube.com/watch?v=1a4J55hKomU
Isto é o que se chama "Fado Incompleto". O Fado incompleto acontece sempre quando não há vinho nas mesas.

Sofrendo de Fado

Com a dor sofrendo de Fado
suportando este coração que me preenche
em dor
com o espírito repleto por um
qualquer passado
tiro a rolha
e o som quente, despertante
e acariciante
acalma tudo
em breve
tudo é amor

sábado, 13 de junho de 2009

sexta-feira, 12 de junho de 2009

Nesse mar

Nesse mar que é o teu coração
mergulho, afundo-me,
A cor do teu sangue
a cor do meu vinho
tudo fado
tudo cantado
tudo mergulhado

quinta-feira, 11 de junho de 2009

A tua chegada

Ao chegar o crepusculo,
esperamos a tua chegada
vens
com o teu sorriso
saia curta e sapato raso
na terra vermelha
descalças os sapatos
sobe as escadas e na varanda abraças-me
como ontem
o vinho larga o seu perfume

O vinho e os Santos

Tanto santo que existe por ai
não bebem nem querem que se beba

que coração negro
pode produzir leis do espírito
tão insípidas
o seu olhar nada me diz
são humanos,
sem humanidade

Esses teus lábios

Do vinho escorrem tristezas
prazeres e dores
do vinho assaltam os cheiros
a forma e as cores
por detrás do copo
os teus lábios rubros dizem-me certezas
vejo o vinho banhá-los
suavemente
como ondas mornas numa noite de verão
afasto o teu copo e percorro a via do vinho

O vinho e a alegria

Tanta alegria
e tão pouco vinho
enfim
tudo é possivel

Deus e os liquidos

Nas dunas
vemos o brilhar da lua
no mar português
aquele brilho, aquela cor
que só o coração consegue exprimir
o rebater suave das ondas
sincroniza com o som do vinho nos copos
uma linda mulher
um mar fabuloso
um vinho generoso
meu Deus,
como estou agradecido

terça-feira, 9 de junho de 2009

"What a wonderful world"

Crianças correm
e riem
adultos riem
sentados
dois jarros voltam
cheios
que mundo tão maravilhoso

Morangueiro

Da boca saiu vinho
ouvi e sorri
como é natural
era morangueiro
frutoso, gasoso, fresco
à sombra
neste verão incerto

terça-feira, 2 de junho de 2009

Gosto

gosto desta:

http://www.youtube.com/watch?v=lM8JH6tJNdo

desta...mais ou menos
http://www.youtube.com/watch?v=dcuRfBOSuVs