Loading...

sábado, 10 de julho de 2010

Onde?

Onde é que te vou magoar?
Como te causarei um mundo de dor profunda?
Pessoa tão prefeita, bonita, sem dor nem sofrimento?
Como pode tanto amor continuar ileso
sem desgaste, nem cansaço nem guerra?
Vem, bebe comigo,
mais uma vez bebe-me
Bebe tudo o que tenho
Da minha cave retira os melhores vinhos,
Colhe
Colhe da mim as melhores colheitas
Colhe de mim tudo
Que eu tenho muito
Deixa depois descobrir como é que a dor te penetra
Como é que tu magoada e triste, vives
Bebe comigo e gozemos estes últimos momentos juntos
Esta alegria da tua amizade, do teu grande amor, da tua lealdade
Bebamos juntos e relembremos
Relembremos o nosso futuro longíncuo, depois de tudo acabar

Sem comentários:

Enviar um comentário